segunda-feira, 14 de setembro de 2009

uma epígrafe

Eu era um sujeito perseguido pela saudade. Sempre fora, e não sabia como me desligar da saudade e viver tranquilamente.
Ainda não aprendi. E desconfio que não aprenderei nunca. Pelo menos já sei algo valioso: é impossível me desligar da saudade porque é impossível me desligar da memória. É impossível se desligar daquilo que se amou.
Pedro Juan Gutiérrez

4 comentários:

  1. Vejo que você está realmente imerso neste submundo sujo e visceral de Pedro Juan! Hehehehe Ótimo!

    ResponderExcluir
  2. pois é, man. que tal uma capa como essa, só que pb, pro meu "dias nublados"?, hehe. abração. lepre.

    ResponderExcluir
  3. Bora fazer então! Escolhe a bunda! Haha

    ResponderExcluir
  4. já tenho alguma em mente. abração. lepre.

    ResponderExcluir